O que realmente importa?

Dinheiro, carreira, sonhos..

Me Conhecendo
oqueimporta

O TAL DO ‘O QUE REALMENTE IMPORTA?’ Esta é a pergunta que a sociedade vem se fazendo nos últimos tempos. É natural que a sociedade reavalie suas necessidades e prioridades, redirecionando seu foco para “o que realmente importa”. Mas afinal o que define esse tal “o que realmente importa” dos dias de hoje? Muitos respondem: estar com meus familiares e amigos, experiências com o mundo real (+ e -), se importar mais com os valores sociais e sentimentais, e por aí vai. Pode não parecer mas, posses e bens materiais já não são os grandes reis do pedaço, a nova sociedade está em busca de um resgate do famoso “calor humano”. E isto para nós que estamos em busca de uma (RE)Educação financeira é uma ótima oportunidade para mudar hábitos, ao invés de dar presentes, podemos presentear pessoas com experiências.

O que mais vemos em todos os meios de comunicações, entre nossos amigos e familiares é a constatação que a sociedade literalmente adoeceu, os números demonstram o quanto as doenças deste século como: ansiedade, stress, fadiga e isolamento são os monstros nos nossos dias, nunca antes vistas na história. E perante este colapso e caos, a sociedade corre para sobreviver e aí se inicia uma reorganização, priorizando principalmente a saúde e o bem-estar. Ouvi em um bate papo com os especialistas Anderson Mendes e Fabricio Olivares organizado pela plataforma Allice.me que o celular é um demônio kkk, achei engraçado porque é um vício tão maléfico que chamar de demônio é pouco! Resultado do excedente foco em tecnologia, nos esquecemos de dar atenção às necessidades humanas mais fundamentais para viver com qualidade de vida. Lamentável!

É real o quanto a depressão e ansiedade, tem assombrado nossa sociedade e parar neste mês de #setembroamarelo e refletir nesta maleficidade do automático é algo imprescindível.

Sei que talvez você pense… isto em nada tem haver com educação financeira, mas saiba que está totalmente errada, o que realmente importa é o que o seu dinheiro não compra! Está dentro de você e pode ser reconhecido, como gratidão, amor, companheirismo. Representado em um abraço, um olhar sincero e até uma xícara de café!

 

Autora do contéudo - Elis Negrão, jornalista paulistana, casada, mãe coruja, graduada em comunicação institucional, pós graduada em Educação em Direitos Humanos (UNIFESP /UAB), Educação Financeira (UNIS) e com MBA em Empreendedorismo e Gestão de Negócios (UNIS) e Projetos na USP. Criadora do Blog  www.boadybolso.com.